22/04/2019 16h30 - Atualizado em 26/04/2019 16h48

O Filme “O Menino que descobriu o Vento” foi uma das atividades pedagógicas para estudar os comportamentos empreendedores nos Anos Finais com o tema: Cata-ventos de Alegria


O Filme “O Menino que descobriu o Vento” foi uma das atividades pedagógicas para estudar os comportamentos empreendedores nos Anos Finais com o tema: Cata-ventos de Alegria

Para dar início as atividades reflexivas sobre os comportamentos empreendedores estudados no PDE (Programa Despertar Empreendedor),  a Coordenação Pedagógica dos Anos Finais Caroline Zamberlan Vione lançou como atividade desafiadora aos professores e alunos da Escola Municipal o filme “O Menino que descobriu o Vento”; uma história real de esperança, motivação, superação e resiliência. E essa capacidade de resolver conflitos e enfrentar desafios que o filme retratou, expressa um pouco das características que um empreendedor precisa desenvolver.

  Mesmo sem condições de custear seus estudos, um adolescente encontra, na biblioteca de uma escola, a possibilidade de estudar uma forma de salvar a sua comunidade da seca, através da criação de um gerador de energia eólica para irrigar a terra, numa possibilidade de produzir agricultura familiar para a sobrevivência e o sustento das famílias da região.

  Enfrentar situações adversas com planejamento, organização, persistência e trabalho em equipe são comportamentos primordiais para se tornar um cidadão bem sucedido e feliz. Com base nisso, após assistirem e refletirem sobre a história real que o filme apresentou, os alunos desenvolveram a dinâmica do cata-vento.

O Filme “O Menino que descobriu o Vento” foi uma das atividades pedagógicas para estudar os comportamentos empreendedores nos Anos Finais com o tema: Cata-ventos de Alegria

O cata-vento é um tipo de energia eólica que usa da força do vento para produzir energia. Pensando nisso, os alunos confeccionaram cata-ventos, onde escreveram palavras de otimismo e motivação, no desejo de espalhar boas energias no ambiente escolar e em suas vidas, durante este ano letivo.

  A atividade teve seus objetivos alcançados e os adolescentes se sentiram felizes em realizá-la. De acordo com a professora Cristiane Didonet, uma das aplicadoras do PDE, os alunos entenderam qual o propósito e, após uma reflexão, escolheram desejos de força e esperança para serem espalhados pelo vento.

A professora Daiane do Amaral, disse ter sido uma atividade em os que os alunos gostaram muito de desenvolver, se sentiram atraídos pelo movimento do cata-vento, além de ter sido uma ótima relação com o filme que assistiram. “Eu desejo que tudo o que eles escreveram possa acontecer com o empreendedorismo social que eles estão dispostos a praticar” – disse.

O Filme “O Menino que descobriu o Vento” foi uma das atividades pedagógicas para estudar os comportamentos empreendedores nos Anos Finais com o tema: Cata-ventos de Alegria

 A Coordenadora Pedagógica professora Caroline Zamberlan Vione, responsável pelo projeto na Escola, enfatiza a importância em produzir boas energias, motivação, otimismo e entusiasmo no ambiente escolar para que o sucesso da educação dos adolescentes seja alcançada: “quando você acredita que pode dar certo, as coisas acontecem, porque o otimismo e a força de vontade são fatores capazes de motivar qualquer ser humano em qualquer coisa que ele queira desenvolver” – concluiu.

  A professora responsável pela supervisão do PDE no município, Eliane De Moura Zamberlan, disse estar encantada com o trabalho que vem sendo realizado pela Coordenadora Caroline, professores e alunos dos anos finais. “A cada ano o PDE proporciona novas temáticas e ações, tornando o aprendizado prazeroso e muito gratificante”, concluiu.

O Filme “O Menino que descobriu o Vento” foi uma das atividades pedagógicas para estudar os comportamentos empreendedores nos Anos Finais com o tema: Cata-ventos de Alegria


Edição:
Antonio Brito 
Assessoria de Comunicação

Enviar por e-mail Imprimir