08/11/2018 14h39 - Atualizado em 08/11/2018 14h39

Transporte garante integralidade de atenção à saúde


 Transporte garante integralidade de atenção à saúde

Com uma média de 15 viagens semanais a administração municipal de Pejuçara através da Secretaria de Saúde vem buscando atender a demanda existente para o oferecimento de serviços de remoção de pacientes em serviços especializados. De acordo com o gestor Erasmo Daronco só no primeiro semestre deste ano mais de 79 mil quilômetros foram rodados pelos veículos do transporte sanitário da Secretaria Municipal de Saúde.

O setor de regulação e transportes acolhe os usuários que buscam os mais diversos serviços nas áreas de média e alta complexidade para fora do município. Neste sentido, o setor procura viabilizar o agendamento conforme a disponibilidade nas referências especializadas, conciliando com a garantia do transporte adequado preconizado pelos profissionais prescritores e protocolos estabelecidos do SUS o atendimento aos usuários.

 Transporte garante integralidade de atenção à saúde

Atualmente os serviços de transporte oferecidos atendem a diversas especialidades. São realizadas remoções ao serviço de oncologia, para pacientes em tratamento radioterápico e quimioterapico, hemodiálise, clínicas especializadas em pacientes com imuno deficiência humana(SAE), exames de imagem conforme classificação de risco, reabilitação fisica, saúde mental, gestantes de alto risco. Há também o transporte de remoção na horizontal compreendido pelas ambulâncias que atuam 24 horas na urgência e emergência.

“Mesmo com a frota significativa e com uma grande quilometragem percorrida semanalmente, ainda assim, o setor de regulação encontra dificuldades para garantir o transporte em determinadas situações devido à grande demanda e a diversidade de referências em saúde existentes no Estado”, disseram a coordenadora de regulação Daiane Moura de Vargas e o responsável pelo setor de transportes Ângelo Gai Gomes.

 Transporte garante integralidade de atenção à saúde

O gestor da Secretaria Municipal de Saúde Erasmo Daronco, lembra que a legislação vigente do Sistema Único de Saúde(SUS) preconiza que os pacientes que receberam alta hospitalar e não necessitam de transporte na horizontal(maca) ou seja serviços de ambulância, a responsabilidade de deslocamento para seu domicilio passa a ser de sua família. Ele também lembra que, conforme a legislação, a responsabilidade pelo deslocamento para atendimentos na unidade de saúde é do próprio usuário(consultas, curativos, atendimentos odontológicos, entre outros serviços realizados no Centro Municipal de Saúde), não cabe ao poder público providenciar o transporte, salvo casos de urgência e emergência onde o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência(SAMU) pode ser acionado pelo fone 192.

 Transporte garante integralidade de atenção à saúde

A equipe da Secretaria Municipal de Saúde, composta por três motoristas qualificados para direção de emergência como condutores de ambulância atuam transportando pacientes de Pejuçara para municípios da região como Ijuí, Passo Fundo, Santo Ângelo, Santa Rosa, Santo Augusto, Augusto Pestana, Crissiumal, Três de Maio, Três Passos, Tenente Portela, Palmeira da Missões, Condor, Lajeado, Porto Alegre e Cruz Alta, entre outras cidades, conforme vaga disponibilizada pela Central de Leitos, coordenada pela regulação estadual.




Enviar por e-mail Imprimir